Ministro del Canada per visitare Cuba per discutere il Venezuela

A chanceler canadense, Chrystia Freeland, disse que visitará Cuba na quinta-feira para discutir a crise política na Venezuela e a decisão dos Estados Unidos de autorizar ações judiciais por propriedades confiscadas após a revolução de 1959.

“É de importância crítica que nossos dois países se reúnam para discutir a crise econômica, política e humanitária na Venezuela e o trabalho que podemos empreender juntos para enfrentá-la”, disse Freeland em um comunicado na quarta-feira.

“Também estou ansioso para discutir como podemos trabalhar juntos para defender os canadenses que conduzem comércio e investimento legítimos em Cuba, à luz dos Estados Unidos que acabaram com a suspensão do Título III da Lei Helms-Burton”, acrescentou.

Será a primeira visita de um alto funcionário do governo canadense a Cuba desde que o primeiro-ministro Justin Trudeau viajou para lá em novembro de 2016.

O Canadá prometeu neste mês defender seus negócios operando em Cuba depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, suspendeu a proibição de cidadãos norte-americanos entrarem com ações judiciais contra investidores que trabalham no país insular.

O Canadá também é um dos países do Grupo Lima, um bloco de países em sua maioria latino-americanos que buscam uma solução pacífica para o impasse político venezuelano.

Durante sua visita, Freeland também visitará a embaixada de Havana depois que diplomatas queixaram-se de misteriosas crises de tontura, dor de cabeça e náusea.

Fonte: Reuters

Annunci

Lascia un Commento